Homem de uma mini-vida

A máxima vem de diferentes lados, em diferentes textos, com diferentes tons: “ninguém se apaixona mais”.

Há quem se considere libertino, quem se defina como “solteiro sim, sozinho nunca”. Acho triste, mas compreensível já que vivemos em um mundo de efemeridade e imediatismo.

Eu também sou efêmera e imediatista. Só que do meu jeito. Meu pêndulo do amor balançou para o outro lado e eu vivo de romances breves, paixões to go, amores diários. Um fast food do amor. Estou sempre a um passo do “felizes para sempre”.

Ai, que legal, Amanda!!!

Legal bosta nenhuma.

Vai explicar pro cara que você é só carinhosa e não quer casar com ele. Tente fazer ele entender que só naquele momento você vai tratá-lo como o cara mais especial de universo porque só neste breve período ele o é. Conviva com o medo do cara de te agüentar ligando 50 vezes no dia seguinte.

Uma pena que o entendimento de amores breves seja tão pouco difundido.

Não, querido, você não é homem da minha vida. Eu não vou fazer a mínima questão de falar com você no telefone por horas a fio. Atualmente, eu só me casaria com o Wagner Moura ou com o Príncipe Harry (tá…e o Johnny Depp se ele me xavecasse muito).

O que eu quero te fazer entender é: eu te amo brevemente. Pode ser por meia hora ou por três semanas. E durante este tempo que eu te amar, me perdoe por querer encostar a minha cabeça no seu peito, por pegar na sua mão para atravessar a rua, por fazer meu pé encontrar o seu durante a noite no meio da cama ou por arrumar o seu cabelo quando ele estiver desajeitado. É que durante essa mini-vida, você é meu homem.

Mas o meu amor é imenso. Nele cabem três vidas inteiras, outras tantas mini-vidas e muitos homens como você.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

55 respostas para Homem de uma mini-vida

  1. fabí disse:

    de mini em mini quem sabe num rola uma vida maiorzinha?! não eterna (ok), mas maiorzinha. bj, mandola!

  2. Letícia disse:

    Adorei o post e linkei no meu blog (www.cemhomens.com).

    Beijo.

    • afoschini disse:

      Letícia, seu blog tb é ótimo! Vamos escrevendo ate quando aquilo que sentimos não couber mais em palavras. Tô louca pra que isso aconteça. Bjs

  3. Gostei muito! Não estou no mesmo ponto, mas convivo com as mesmas angústias!
    Parabéns!

  4. É a crítica que eu faço ao tal “te amo não é bom dia”. Deixa as pessoas amarem o tempo inteiro, mesmo que seja por um dia, uma hora, dez minutos. Se um amor enriquece a vida, imagina os muitos amores?

  5. Sandrinha disse:

    Sabe…também chutava o balde…e adorava! Um dia desses, nesses encontros casuais, chutei, chutei tão forte, que o balde virou na minha cabeça, fazem 3 anos que estou sem enchergar mais nada, mini vida que saudades…agora está extensa!

  6. osorio disse:

    Que lindo. Vou pegar um trecho deste seu texto e vou experimentar inverter e colocar no contexto masculino. Trocando ele por ela e assim por diante: “Vai explicar pra mina que você é só carinhoso e não quer casar com ela. Tente fazer ela entender que só naquele momento você vai tratá-la como a princesa mais especial do universo pq só neste breve período ela o é. Conviva com o medo dela de te agüentar ligando 50 vezes no dia seguinte.
    Uma pena que o entendimento de amores breves seja tão pouco difundido.
    Não, querida, você não é mulher da minha vida. Eu não vou fazer a mínima questão de falar com você no telefone por horas a fio. Atualmente, eu só me casaria com o Nathália Dill ou com a Megan Fox (tá…e a Scarlett Johansson se ela me xavecasse muito)”. Mil vivas para a liberdade. Você me libertou das minhas culpas e principalmente das minhas desculpas. Obrigado, beijos

    • Rosa disse:

      e Osorio e isso mesmo,,, rsrsssss

    • afoschini disse:

      Amores breves não pedem culpa e nem desculpa. Pedem entrega.

      • Amei essa frase…vou roubá-la!!! Mil bjs!!

      • Osório Salamanca disse:

        Tem razão. Que seja eterno enquanto dure… mas como receber a entrega alheia sem medos das cobranças? Nunca transei mais de 3 vezes com uma menina sem que não houvesse alguma expectativa de relação. Até te falo, que em algumas vezes viraram namoros da minha vida. Porque quando bate pra valer, desculpe, mini vida é o canário, quero a grande vida, cheia, transbordando que mereço. Vou lá falo na lata, te quero! quero muito! e pronto. Não interessa se deu pra um ou pra cem. Se é casada ou namora. Alguém já ouviu falar em Alexandre o mini? Mas Alexandre o grande sim! (Sem metáforas com metragem peniana..rs) Me refiro a ter atitudes grandes pra sua vida. Viver plenamente um grande amor, sem medo de ser infeliz. Isso, infeliz. Este medo de ser infeliz é uma merda, as pessoas viram personagens esquisitos, criam scripts para a própria vida. Escrevem blogs..hahahaha , brincadeira. Quando desejo alguém vou com tudo, queimo navios. Diluo meus medos e me entrego ao desejo. Os lindos amores breves existem, sejam furtivos, coletivos, proibidos (quando a gata tem namorado ou vise versa) e vários outros que nem sei. Mas, parto do principio que só vou onde o meu desejo me leva. Eu desejo todas, algumas mais, outras menos. As vezes sou surpreendido, umas que eram menos me encantam e outras que eram mais me aborrecem e por ai vai. Então mesmo que seja um lindo e breve amor só vou saber
        disso depois…putz foi mal, escrevi uma bíblia. Seu blog é bacana. beijos

  7. Naldo Góes disse:

    Seu blog é simplesmente fantástico! Suas ideias e pensamentos entram em harmonia com o que muita gente pensa mas não sabe ou não quer transpor para palavras! Keep on it!

  8. Jessica_CGC disse:

    Adorei e concordo muito com tudo o q vc falou!
    Sinto exatamente a mesma coisa! =]

  9. R disse:

    Entendo a sua postura, me pergunto se é por opção ou reação. Digo isso pois os homens querem um momento e não ter o dia seguinte. Eu vivo um dilema diferente, quero alguém pra minha vida toda e só encontro alguém pra uma mini vida.

  10. Noh Gomes disse:

    Amei cada palavra, cada ponto.
    Liberdade é isso.

    Beijos

  11. Ulisses Adirt disse:

    Doce, doce, doce… Uma graça de post.

    Ah… se ele não xavecar vc direito, passa o meu e-mail para o Depp. 😉

  12. Sabine Araujo disse:

    adorável! sempre fui caretíssima e perdi doces oportunidades de viver mini-vidas românticas e excercitar bastante o coraçãozinho. hoje incentivo qualquer mulher a viver essas experiências da maneira mais completa possível.

    Pedro Jansen também tem um texto gostoso sobre amores breves, conhece? http://aidoutorquedor.wordpress.com/2009/02/18/de-como-amei-cada-uma-de-voces/
    😉

  13. La disse:

    Como escreve bem essa menina, me identifico tanto com vc,que até os caras que vc pegaria eu pegaria tbm hauha…se bem que o principe é meio braquelo demais, mas o Depp e o Wagner Moura são escolhas perfeitas hauhauah…Outro homem que toda mulher merece é o Cassio Reis…eu e me minhas amigas sempre brincamos, que qndo o dia foi cheio, cansativo..qndo tudo deu errado, gente diz: hj vc merece um Cassio Reis na sua vida! E olha Dona Amanda vc merece muito um Cassio Reis na sua vida hauhauha…
    Agora quanto ao texto acho que os homens devem se se assustar e se surpreender mto com mulheres seguras como vc…que fazem com eles oque eles estão tão acostumados a fazer…dizer adeus, ou simplismente sumir!
    Sou mto fã dos seus textos…adoro todos..desde os mais antigos mal humorados e divertidissimos, até os mais recentes recheados de emoções…Beijão e escreva sempre a gente agradece!

    • afoschini disse:

      Oi, Lais

      Bom saber que tem mulher por aí que pensa (e sofre) que nem eu. E quanto ao Cassio Reis, não seria um sacrifício não, mas ultimamente só quero um homem com talento suficiente pra preencher uma mini-vida.

      Bjs!

      • Lais disse:

        É realmente seria um desperdício encostar sua cabeça naquele peito por apenas algumas semanas..huahuah Cassio Reis é homem de uma vida inteira ai ai…

  14. Me identifiquei totalmente, e, se você me permitir cair no clichê, “que seja infinito enquanto dure”. Nem que dure uma noite só.
    Beijos e belo blog.

  15. O melhor foi o “…paixões to go, amores diários.” Se não fosse sua despretensão ao todo do texto ia dizer quer tá difícl escolher um parceiro… tá ruim até pro Johnny Depp. Isso foi mais polêmico que os “muito homens”.

  16. euvicente disse:

    Mini-vida… acho que tudo tem seu tempo e o momento certo de acontecer… aliás, acho que o ideal é sofrer MUITO na vida, pra chegar no momento certo e encontrar aquele AMOR que substitui as paixões de meio-mês.

    Posso ver de um ‘ponto cego’, mas HOJE, sei que tudo que apanhei antigamente e vejo que valeu a pena.

    • afoschini disse:

      Não se cria nada da alegria, né?! Tô chegando à conclusão que a dor é o tijolo pra tudo, viu…

  17. tathiana disse:

    Nossa, que gostoso. Conheci seu blog pelo Cem homens. Encontrar mulheres que escrevem as palavaras que estão dentro de mim está me deixando muito feliz e forte nesse caminho… No mês passado me encontrei com um amor na minha mini-vida! Estava perdida, mas agora me entendi e volto a seguir meu caminho com foco e leveza.
    Voltarei sempre…
    Obrigada,
    Tathiana

  18. nana disse:

    caraca, vou CTRL C+ CTRL V e vou colocar na porta do meu quarto, assim quando ele abrir a porta pra sair ele verá que nem td é como ele pensa.
    Super 10.

  19. Amanda, seus posts são simplesmente incríveis. Eu tbm vivo dessas “mini-vidas”, “amores diários”, as pessoas as vezes me jugam errado por conta disso, mas eu gosto de viver as coisas com essa leveza e entrega. A vida deve ser assim, com flexibilidade e intensidade, seja por um dia, ou por semanas, as relações devem ser encaradas dessa forma.
    Bom, eu sou super fã dos teus textos, super me identifico com eles, continue escrevendo, nós mulheres agradecemos muito.

  20. demim disse:

    Você é descartável como seu (mini) amor. Só um idiota interessa-se por uma mulher-vácuo como você.

  21. cam disse:

    Conheci seu blog ha uma semana e ja li todos os posts! Voce e uma exelente escritora! Parabens!!! E escreva mais…

  22. e quando você é o incrível amor breve de alguém e quer alongar essa breviedade só mais um pouquinho, como faz? 😉 rsss

  23. Nando disse:

    Amor é sentimento, comportamento, dedicação, comprometimento. Não está preso ao tempo pois o tempo nem sequer existe… ele simplesmente acontece. O problema reside na ignorância do egoísmo. É um sentimento que trazemos na bagagem das cavernas… achou bonito, pega logo pra você e GUARDA! ESCONDE! Tranque em um cofre, pois pode vir outro alguém e querer também… como somos seres dinâmicos, nosso amor simplesmente muda. Parece demorar, mas quando você menos percebe, já mudou… Assim como o Sol e a Lua… Você não os vê se movimentando, mas quando percebe já foram. Seus movimentos são sutis porém constantes e irrevogáveis. Ele se transforma como tudo que existe. Se renova através das experimentações cotidianas, experiências boas e ruins, paixões e frustrações, se alimenta de mais amor. Se querer tê-lo por mais tempo, alimente-o e crie condições para que ele se sustente.
    Fomos ensinados a pensar no amor como produto, mercadoria do sexo. Ora, uma transa não é amor, mas pode ter amor em uma transa e a mesma ganhar muito mais valor, significado emotivo… Creio que um dia certamente todos aprenderão isto.

    Grande abraço,
    Nando

  24. Claudia disse:

    Ameiiiiiiiiiiiiiiiiii seu blog.. Entrei aqui hoje pelo blog da Léticia…. Estarei aqui também sempre….rsrs
    Beijinhos e fica com Deus…

  25. Miss Cookie disse:

    Exatamente! É exatamente assim que eu vivo minha vida. E quer saber? Eu adoro! O último texto do meu blog conta uma história de uma mini-vida minha, que, confesso, estou torcendo pra durar um pouquinho mais pelo menos. Apareça por lá! ^^ Bjs!

  26. gustavo disse:

    é por este motivo que nos homens estamos tratando vcs cada vez mais como mulheres objetos, se não dizer vagb…..infelizmente! continuem e assim e vcs vão ser cada vez menos valorizadas pelos homens.. e os descentes que ainda restam vão generalizar vcs como vagab.. é isto que vcs estão fazendo se comportando desta maneira.

    • afoschini disse:

      Don’t hate the player. Hate the game. Ou, se conseguir, tente ser homem pra uma vida inteira. Talvez sua opinião mude.

      • Rodrigo disse:

        A jogadora inventa o jogo. Acontece que isso não é um jogo querida, você brinca com o sentimentos dos homems que conhece, que faz gostarem de voce só pra dar um pé no saco deles depois. Isso não é algo com que se brinca, se voce acha tudo uma grande brincadeira então vai brincar com gigolos ou algum homem que te veja como objeto porque amor ou respeito de um bom homem voce não merece se for dessa forma.

  27. Me dá um autógrafo?

  28. Caio disse:

    Mulheres como voces não merecem ter ninguem nunca isso sim ou pelo menos não alguem que te dê valor, não condeno muito porque obviamente não há intenção nenhuma em maldade nisso e cada um vive do jeito que quiser mas ainda acho horrivel, é como o colega lá em cima mencionou, Voces transformam o restante dos homems descentes que poderiam amar e valorizar voces em predadores. A paixão é algo mais raro hoje em dia realmente porque cada vez mais mulheres (e homems) como voces se comportam dessa maneira tratando um homem(mulher) descente que encontram como se fossem descartaveis, não importa o quanto ele for carinhoso, atencioso, inteligente, engraçado, ou bonito, nunca é o bastante pra voces a não ser que fosse Vagner Moura ou Jhonny Dep lol ? Como se um cara normal porém unico não valesse apena por não ser um rico e/ou famoso, tipico pensamento egoista, superficial e interesseira que voces mulheres tem. É logico que não tem sentido em mergulhar fundo no primeiro cara descente que aparecer pra voces até porque no fundo pode acabar sendo um mala qualquer, mas que mal faz se dar uma chance? Já é tão acostumada a viver esses ”mini-amores” que ja pensa em dispensar o cara mesmo antes de realmente conhece-lo, voces sentem tanto medo em se aproximar de um alguem tanto que tornou isso em um estilo de vida, poderia durar semanas ou meses, ou anos dependendo do cara des de que voces dessem essa chance tanto a ele quanto a voces sem ficar pensando ou se preocupando em onde isso vai chegar. Eu não to generalizando não mas toda mulher que EU ja conheci que era desse jeito tinha serios problemas de auto-valorização, Pra voces valorizarem alguem precisam antes aprender a se darem valor. (não to generalizando)

  29. Rodrigo disse:

    Mulheres como vocês não merecem alguem que te dê valor, nessa vida só se recebe o que se da, e nesses ”mini amores” voces não amam e nem valorizam alguem de verdade, a não ser que esse alguem fosse um rico ou famoso rsrs

  30. Wilson disse:

    Adoro seu Blog.

  31. Alice disse:

    Ai que saco quem vem aqui para ficar com esses comentários moralistas! Hipocrisia do caray…. Acho que todos nós temos fases na vida e é assim que a gente vai aprendendo, COM OS ERROS! Um dia somos nós que quebramos a cara, amanhã é o outro….e assim vai! Até o momento em que você encontra alguém que, como a própria Amanda disse, consegue te fazer sentir que “é o homem pra vida inteira” e se não for, paciência! Afinal, como já dizia o grande Vinícius de Morais “que seja infinito enquanto dure”.

  32. Jo Araujo disse:

    Olá gente!!

    Adorei o texto, menina!! e realmente é uma questão de fase, todos nós temos nossas fases e devemos respeitar a dos outros.
    Porra de sem valor! Quer dizer que a mulher tem q se dar ao valor pq os homens já o tem?! Sem essa!!! td mundo tem o direito de viver da melhor maneira que acha possível diante de cada conjuntura da vida, é só não desrespeitar o outro e tá tudo certo. E, sinceramente, não vejo essa postura de mini-vidas desrespeitosa com ninguem, é um direito de cada um, então vamos cada um viver suas fases e deixar os outros viverem. Ponto!
    Abraços pra todos!

  33. Pingback: Eu te amo, só por hoje | Cem Homens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s