Pra você caber no meu peito

Eu ainda escrevo cartas pra você. E sempre vou escrever. Mesmo que você nunca leia e mesmo que eu nunca as envie. Porque escrever sempre foi o mais perto que eu cheguei de ser verdadeira – comigo e com você. Porque sempre fui mais corajosa com uma caneta na mão. Nesse monte de papel desperdiçado, eu uso todos os meus clichês pra te contar como você me emociona e me fere até hoje. Como eu te odeio e como você nunca vai sair de mim.

Às vezes, quando estou andando pela rua, lembro de quando você me perguntava se todas as meninas do planeta de onde vim eram assim como eu e ainda fico sem graça. Vez por outra, visto o vestido que você tanto gostava pensando que talvez possa te encontrar pela rua, sem nem me lembrar que moramos em países diferentes. Na verdade, eu faço isso sempre. Tenho mania de acreditar em mágica e acho que uma brisa colorida ainda pode colocar a gente na mesma calçada. E quero estar pronta: com o vestido, os sorrisos e tudo que a gente deixou pra trás.

Eu gosto de pensar que você ainda fuça minha vida, pergunta de mim para os amigos em comum e de vez em quando abre aquela caixa cheia de todas as coisas de nós dois. Gosto de saber que eu ainda estou um pouco escondida/esquecida dentro de você também. E que, de vez em quando, nossos pensamentos devem se trombar por esses cacos que ficaram esquecidos pelos nossos cantos.

Quase todo dia eu escuto ao menos uma música com tudo aquilo que eu queria te dizer. E eu canto em voz alta, no chuveiro ou na bicicleta, esperando que o eco chegue até você. Aliás, música sempre me lembra você (e você conseguiu deixar todas as minhas favoritas com um gosto amargo): na minha cabeça, eu ainda te mando mando mensagens de “escuta esse som” todos os dias.

Na verdade, acho que dentro de mim você ainda existe como se fosse meu.  Uma versão que eu inventei pra você caber certinho aqui no meu peito.

(o “você” deste texto foi interpretado por atores diferentes e em muitas temporadas. E não importa muito quem são eles. O que vale é o “você” que eu levo dentro de mim.)

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Pra você caber no meu peito

  1. Val disse:

    Achei esse site. Fiquei feliz em ler algo tão bacana. Eu tb escrevia muito, meu jeito até parece com esse seu aí, mas não sei pq adormeci minhas palavras..quem sabe um dia acorde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s